5 de ago de 2009

Tempo de nada saber.

Há uma nuvem de insatisfação pairando sobre mim. Ou será, sobre nós?
Não sei bem definir, mas vejo que o tempo mudou, mudamos. Recorrendo a uma citação do velho, mas não demodê, March Bloch, quando diz que o tempo é uma ambiente social, penso de modo claro, que essa nuvem mudou. Parece que nada mais é o mesmo. E pansar estas coisas causa tristeza, nostalgia, surpresa. Vemos que não somos dono de nada, que não somos capazes de administrar todas as emoções. Somos instinto, somes invenção sem razão, somos por vezes o olhar na noite escura: medo.
Medo do que não sabemos, o que será? Aonde esses caminnhos irão nos levra?
O medo, não o cristão, que nos petrifica diante de um inferno, de demônios, maus augúrios, O Mal. Mas um medo por não compreendermos tão bem o mundo que nos rodeia. Vontade de parar tudo, abandonar o barco.
As expectativas não são superadas, nem sequer atendidas.
Entramos num curso universitário que preza por princípios tão pequenos e ultrapassados que nos faz (quero dizer, me faz pensar): que faço aqui?
Tudo está corrompido, todos estão presos nas malhas do poder. Poder real, poder simbólico, poder monetário.
Aí eu lembro do infalível Renato Russo: "até bem pouco tempo atrás poderíamos mudar o mundo. Quem roubou nossa coragem?"
E isso me pergunto sempre: por que não somos mais capazes? Fomos um dia?
Questões que agora não consigo responder, quem sabe com o passar do tempo. Quem sabe com o passar deste tempo.

2 comentários:

Amurim disse...

Por que esse existêncialismo em suas palavras? Se seguir na lógica do texto (partindo do principio que ele tenha lógica)a única saida seria esmagar a largata como o fez Roquentin enquanto dizia:

"Simplesmente libertei-a de sua existência, era um favor a prestar a ela!"
=======


"Aquele que a mente não pode compreender, o coração pode abraçar."
(Autor anônimo, em "A Nuvem do Não-Saber")

De seu amigo R. Amurim Reis

Priscila Costa disse...

Nos faz pensar.

"Não levo em conta o tempo
Nem tão pouco vou saber
Daqui a quanto tempo a humanidade vai crescer"

viva Tihuana! rs